Boletim de Sustentabilidade #07: Carros elétricos estão chegando; Crise hídrica está ficando pior; e a RENCA vai continuar

Este e-mail faz parte da série Boletim de Sustentabilidade, que traz um resumo das principais notícias sobre sustentabilidade publicadas na semana #39, no Brasil e no Mundo.

electric-cars-failed-experiment-84930615

Na quarta-feira, 27/09, o New York Times publicou uma matéria informando que está próximo o dia em que a China irá anunciar a data que os carros a combustão serão banidos. Um oficial do governo chinês disse que o país começou os estudos para banir a produção e venda de carros a combustão. Esta é uma notícia de grande impacto, pois a China é o maior mercado de carros do mundo. França e Reino Unido já anunciaram que as vendas serão proibidas a partir de 2040, na Alemanha após 2030.

As montadoras estão se adaptando. Já a partir de 2019, a Volvo, por exemplo, irá produzir somente carros elétricos e híbridos.

Estamos vivendo uma revolução na indústria automobilística. Além dos enormes ganhos ambientais, por evitar a emissão de CO2, os carros elétricos irão contribuir em muito para nossa saúde, reduzindo a poluição sonora e atmosférica.

Um dia antes, 26/09, o presidente publicou um decreto que revoga a extinção da RENCA (Reserva Nacional do Cobre e Associados). Certamente isto ocorreu graças as diversas manifestações e críticas das pessoas em todo o país. Se você não se lembra, o RENCA é uma área da Amazônia que fica localizada entre o Pará e o Amapá. Em 23 de agosto o governo publicou um decreto extinguindo a RENCA, permitindo a exploração mineral, com o ouro.

A questão da Crise Hídrica ganhou força esta semana. É possível encontrar diversas matérias sobre o problema da falta de água nas regiões centro-oeste e nordeste. Por meio do site da ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) é possível acompanhar os níveis dos reservatórios de todo o país. O subsistema Nordeste está com apenas 9,29% do volume útil, enquanto o reservatório Serra da Mesa (Tocantis) está com 7,80%. A situação do Sudeste também não é boa, estamos com 25,08%.

Além de todos os problemas que a falta de água traz para a população, o nível baixo dos reservatórios implica na necessidade de se utilizar por mais tempo as termoelétricas, responsáveis por grande poluição.

Abraço e bom final de semana!

Receba Semanalmente o Boletim de Sustentabilidade!

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado